04 de abril a 03 de maio UEG Campus Laranjeiras Goiânia - GO
Fabrício Cordeiro Crítico de cinema, editor da revista ] Janela [, programador de cinema e curador. Graduado em Letras e mestre em Comunicação, Mídia e Cultura, ambos pela Universidade Federal de Goiás, onde já atuou como curador e debatedor de diversas mostras do Cine UFG. Integrante da equipe de curadoria da Goiânia Mostra Curtas entre as edições de 2013 e 2016, é também responsável pela programação do Cine Cultura, sala alternativa da capital goiana. No campo da pesquisa, tem como ênfase métodos de análise fílmica e estudos de estética.

Ana Rita Vidica

Doutora em História (Faculdade de História/UFG) com doutorado-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris), Mestre em Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais-UFG e graduada em Comunicação Social Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás. Como fotógrafa ganhou o prêmio I Concurso Internacional sobre Periodismo e Gênero, participou de exposições coletivas regionais, nacionais e internacionais e uma exposição individual, intitulada "Obra Marginal", contemplada pela Bolsa de Apoio à produção artística no Brasil, da FUNARTE. Atualmente é professora do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Pós-graduação em Comunicação da UFG, coordena o Núcleo de Pesquisa em Teoria da Imagem (NPTI) e participa do Grupo de Estudo Imagem e História (Gehim), ambos vinculados à UFG. É autora do livro "Clube da Objetiva (1970-1989): um fotoclube no central do Brasil (Ed. Appris).

Rodrigo Cássio

Rodrigo Cássio Oliveira é professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás, atuando no curso de graduação em Publicidade e Propaganda, da Faculdade de Informação e Comunicação, e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar (Mestrado e Doutorado) em Performances Culturais, da Faculdade de Ciências Sociais. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais, com pesquisa na linha de Estética e Filosofia da Arte, possui também mestrado em Comunicação e Cultura, licenciatura em Filosofia e bacharelado em Jornalismo. Coordenador do GEFAT - Grupo de Estudos, Forma, Arte e Tecnologia do Media Lab/BR. Suas áreas de investigação são cinema, artes visuais e estética filosófica, com especial interesse por temas como gêneros artísticos, formas narrativas e tecnologia.
Rafael de Almeida Rafael de Almeida é realizador e pesquisador de cinema e audiovisual. Doutor em Multimeios pela Universidade Esta- dual de Campinas - Unicamp. Professor efetivo do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás - UEG. Desenvolve projeto de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual - UFG. Dirigiu alguns filmes de curta-metragem, entre os quais: Carrossel; A saudade é um filme sem fim; e Impej;. Seus interesses artísticos e científicos estão centrados hoje nos diálogos entre o cinema documentário, o filme-ensaio e o filme de família.
Jarleo Barbosa Jarleo Barbosa, 30, é diretor e roteirista de cinema e televisão. Formado em Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e pós-graduado em roteiro pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Em 2011 escreveu e dirigiu seu primeiro curta-metragem, Julie, Agosto, Setembro que percorreu mais de 50 festivais do Brasil e do mundo, como o Festival de Gramado, Cine Ceará, Festival Internacional do Rio e o Festival de Filmes Latino-americanos de Flandes, na Bélgica e recebeu 20 prêmios. Além disso, em 2013 foi o filme mais visto do site Porta Curtas. Também em 2011 lançou seu segundo filme: Faltam duas quadras, que andou por 15 festivais brasileiros. Seu terceiro filme, Atrás da história (ou no coração do filme), veio em 2013 e recebeu os prêmios de melhor roteiro, melhor som e melhor atriz na 11a Mostra ABD Cine Goiás. Ainda em 2013 dirigiu e roteirizou a 1a temporada do programa Arquitetura Verde, exibido para todo o país no canal +Globosat. Jarleo é co-idealizador e produtor de dois importantes projetos para o audiovisual goiano: o Cinema na calçada, mostra de cinema ao ar livre, que acontece anualmente nas ruas do centro de Goiânia e o SAPPI, Seminário Audiovisual para Produtoras e Produtores Independentes, que reuniu em 2014 profissionais de todo o Brasil para pensar a gestão no audiovisual. Atualmente faz parte do conselho editorial revista de cinema ]JANELA[ e é produtor da TV Brasil Central.
apresentação: Este projeto foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016,SEDUCE e Governo do Estado de Goiás.
realização:
apoio:
04 de abril a 03 de maio UEG Campus Laranjeiras Goiânia - GO
Fabrício Cordeiro Crítico de cinema, editor da revista ] Janela [, programador de cinema e curador. Graduado em Letras e mestre em Comunicação, Mídia e Cultura, ambos pela Universidade Federal de Goiás, onde já atuou como curador e debatedor de diversas mostras do Cine UFG. Integrante da equipe de curadoria da Goiânia Mostra Curtas entre as edições de 2013 e 2016, é também responsável pela programação do Cine Cultura, sala alternativa da capital goiana. No campo da pesquisa, tem como ênfase métodos de análise fílmica e estudos de estética.
Doutora em História (Faculdade de História/UFG) com doutorado-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris), Mestre em Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais-UFG e graduada em Comunicação Social Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás. Como fotógrafa ganhou o prêmio I Concurso Internacional sobre Periodismo e Gênero, participou de exposições coletivas regionais, nacionais e internacionais e uma exposição individual, intitulada "Obra Marginal", contemplada pela Bolsa de Apoio à produção artística no Brasil, da FUNARTE. Atualmente é professora do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Pós-graduação em Comunicação da UFG, coordena o Núcleo de Pesquisa em Teoria da Imagem (NPTI) e participa do Grupo de Estudo Imagem e História (Gehim), ambos vinculados à UFG. É autora do livro "Clube da Objetiva (1970-1989): um fotoclube no central do Brasil (Ed. Appris).
Rodrigo Cássio Oliveira é professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás, atuando no curso de graduação em Publicidade e Propaganda, da Faculdade de Informação e Comunicação, e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar (Mestrado e Doutorado) em Performances Culturais, da Faculdade de Ciências Sociais. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais, com pesquisa na linha de Estética e Filosofia da Arte, possui também mestrado em Comunicação e Cultura, licenciatura em Filosofia e bacharelado em Jornalismo. Coordenador do GEFAT - Grupo de Estudos, Forma, Arte e Tecnologia do Media Lab/BR. Suas áreas de investigação são cinema, artes visuais e estética filosófica, com especial interesse por temas como gêneros artísticos, formas narrativas e tecnologia.
Rafael de Almeida Rafael de Almeida é realizador e pesquisador de cinema e audiovisual. Doutor em Multimeios pela Universidade Esta- dual de Campinas - Unicamp. Professor efetivo do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás - UEG. Desenvolve projeto de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual - UFG. Dirigiu alguns filmes de curta-metragem, entre os quais: Carrossel; A saudade é um filme sem fim; e Impej;. Seus interesses artísticos e científicos estão centrados hoje nos diálogos entre o cinema documentário, o filme-ensaio e o filme de família.
Jarleo Barbosa Jarleo Barbosa, 30, é diretor e roteirista de cinema e televisão. Formado em Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e pós-graduado em roteiro pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Em 2011 escreveu e dirigiu seu primeiro curta-metragem, Julie, Agosto, Setembro que percorreu mais de 50 festivais do Brasil e do mundo, como o Festival de Gramado, Cine Ceará, Festival Internacional do Rio e o Festival de Filmes Latino-americanos de Flandes, na Bélgica e recebeu 20 prêmios. Além disso, em 2013 foi o filme mais visto do site Porta Curtas. Também em 2011 lançou seu segundo filme: Faltam duas quadras, que andou por 15 festivais brasileiros. Seu terceiro filme, Atrás da história (ou no coração do filme), veio em 2013 e recebeu os prêmios de melhor roteiro, melhor som e melhor atriz na 11a Mostra ABD Cine Goiás. Ainda em 2013 dirigiu e roteirizou a 1a temporada do programa Arquitetura Verde, exibido para todo o país no canal +Globosat. Jarleo é co-idealizador e produtor de dois importantes projetos para o audiovisual goiano: o Cinema na calçada, mostra de cinema ao ar livre, que acontece anualmente nas ruas do centro de Goiânia e o SAPPI, Seminário Audiovisual para Produtoras e Produtores Independentes, que reuniu em 2014 profissionais de todo o Brasil para pensar a gestão no audiovisual. Atualmente faz parte do conselho editorial revista de cinema ]JANELA[ e é produtor da TV Brasil Central.
apresentação: Este projeto foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016,SEDUCE e Governo do Estado de Goiás.
realização:
apoio:
apresentação: Este projeto foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016,SEDUCE e Governo do Estado de Goiás.
realização:
apoio:
Fabrício Cordeiro Crítico de cinema, editor da revista ] Janela [, programador de cinema e curador. Graduado em Letras e mestre em Comunicação, Mídia e Cultura, ambos pela Universidade Federal de Goiás, onde já atuou como curador e debatedor de diversas mostras do Cine UFG. Integrante da equipe de curadoria da Goiânia Mostra Curtas entre as edições de 2013 e 2016, é também responsável pela programação do Cine Cultura, sala alternativa da capital goiana. No campo da pesquisa, tem como ênfase métodos de análise fílmica e estudos de estética.
04 de abril a 03 de maio UEG Campus Laranjeiras Goiânia - GO
Doutora em História (Faculdade de História/UFG) com doutorado-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris), Mestre em Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais-UFG e graduada em Comunicação Social Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás. Como fotógrafa ganhou o prêmio I Concurso Internacional sobre Periodismo e Gênero, participou de exposições coletivas regionais, nacionais e internacionais e uma exposição individual, intitulada "Obra Marginal", contemplada pela Bolsa de Apoio à produção artística no Brasil, da FUNARTE. Atualmente é professora do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Pós-graduação em Comunicação da UFG, coordena o Núcleo de Pesquisa em Teoria da Imagem (NPTI) e participa do Grupo de Estudo Imagem e História (Gehim), ambos vinculados à UFG. É autora do livro "Clube da Objetiva (1970-1989): um fotoclube no central do Brasil (Ed. Appris).
Rodrigo Cássio Oliveira é professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás, atuando no curso de graduação em Publicidade e Propaganda, da Faculdade de Informação e Comunicação, e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar (Mestrado e Doutorado) em Performances Culturais, da Faculdade de Ciências Sociais. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais, com pesquisa na linha de Estética e Filosofia da Arte, possui também mestrado em Comunicação e Cultura, licenciatura em Filosofia e bacharelado em Jornalismo. Coordenador do GEFAT - Grupo de Estudos, Forma, Arte e Tecnologia do Media Lab/BR. Suas áreas de investigação são cinema, artes visuais e estética filosófica, com especial interesse por temas como gêneros artísticos, formas narrativas e tecnologia.
Rafael de Almeida Rafael de Almeida é realizador e pesquisador de cinema e audiovisual. Doutor em Multimeios pela Universidade Esta- dual de Campinas - Unicamp. Professor efetivo do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás - UEG. Desenvolve projeto de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual - UFG. Dirigiu alguns filmes de curta-metragem, entre os quais: Carrossel; A saudade é um filme sem fim; e Impej;. Seus interesses artísticos e científicos estão centrados hoje nos diálogos entre o cinema documentário, o filme-ensaio e o filme de família.
Jarleo Barbosa Jarleo Barbosa, 30, é diretor e roteirista de cinema e televisão. Formado em Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e pós-graduado em roteiro pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Em 2011 escreveu e dirigiu seu primeiro curta-metragem, Julie, Agosto, Setembro que percorreu mais de 50 festivais do Brasil e do mundo, como o Festival de Gramado, Cine Ceará, Festival Internacional do Rio e o Festival de Filmes Latino-americanos de Flandes, na Bélgica e recebeu 20 prêmios. Além disso, em 2013 foi o filme mais visto do site Porta Curtas. Também em 2011 lançou seu segundo filme: Faltam duas quadras, que andou por 15 festivais brasileiros. Seu terceiro filme, Atrás da história (ou no coração do filme), veio em 2013 e recebeu os prêmios de melhor roteiro, melhor som e melhor atriz na 11a Mostra ABD Cine Goiás. Ainda em 2013 dirigiu e roteirizou a 1a temporada do programa Arquitetura Verde, exibido para todo o país no canal +Globosat. Jarleo é co-idealizador e produtor de dois importantes projetos para o audiovisual goiano: o Cinema na calçada, mostra de cinema ao ar livre, que acontece anualmente nas ruas do centro de Goiânia e o SAPPI, Seminário Audiovisual para Produtoras e Produtores Independentes, que reuniu em 2014 profissionais de todo o Brasil para pensar a gestão no audiovisual. Atualmente faz parte do conselho editorial revista de cinema ]JANELA[ e é produtor da TV Brasil Central.
apresentação:
realização: apoio:
Fabrício Cordeiro Crítico de cinema, editor da revista ] Janela [, programador de cinema e curador. Graduado em Letras e mestre em Comunicação, Mídia e Cultura, ambos pela Universidade Federal de Goiás, onde já atuou como curador e debatedor de diversas mostras do Cine UFG. Integrante da equipe de curadoria da Goiânia Mostra Curtas entre as edições de 2013 e 2016, é também responsável pela programação do Cine Cultura, sala alternativa da capital goiana. No campo da pesquisa, tem como ênfase métodos de análise fílmica e estudos de estética.
04 de abril a 03 de maio UEG Campus Laranjeiras Goiânia - GO
Doutora em História (Faculdade de História/UFG) com doutorado-sanduíche na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS/Paris), Mestre em Cultura Visual pela Faculdade de Artes Visuais-UFG e graduada em Comunicação Social Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás. Como fotógrafa ganhou o prêmio I Concurso Internacional sobre Periodismo e Gênero, participou de exposições coletivas regionais, nacionais e internacionais e uma exposição individual, intitulada "Obra Marginal", contemplada pela Bolsa de Apoio à produção artística no Brasil, da FUNARTE. Atualmente é professora do curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Pós-graduação em Comunicação da UFG, coordena o Núcleo de Pesquisa em Teoria da Imagem (NPTI) e participa do Grupo de Estudo Imagem e História (Gehim), ambos vinculados à UFG. É autora do livro "Clube da Objetiva (1970-1989): um fotoclube no central do Brasil (Ed. Appris).
Rodrigo Cássio Oliveira é professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás, atuando no curso de graduação em Publicidade e Propaganda, da Faculdade de Informação e Comunicação, e no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar (Mestrado e Doutorado) em Performances Culturais, da Faculdade de Ciências Sociais. Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais, com pesquisa na linha de Estética e Filosofia da Arte, possui também mestrado em Comunicação e Cultura, licenciatura em Filosofia e bacharelado em Jornalismo. Coordenador do GEFAT - Grupo de Estudos, Forma, Arte e Tecnologia do Media Lab/BR. Suas áreas de investigação são cinema, artes visuais e estética filosófica, com especial interesse por temas como gêneros artísticos, formas narrativas e tecnologia.
Rafael de Almeida Rafael de Almeida é realizador e pesquisador de cinema e audiovisual. Doutor em Multimeios pela Universidade Esta- dual de Campinas - Unicamp. Professor efetivo do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual de Goiás - UEG. Desenvolve projeto de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual - UFG. Dirigiu alguns filmes de curta-metragem, entre os quais: Carrossel; A saudade é um filme sem fim; e Impej;. Seus interesses artísticos e científicos estão centrados hoje nos diálogos entre o cinema documentário, o filme-ensaio e o filme de família.
Jarleo Barbosa Jarleo Barbosa, 30, é diretor e roteirista de cinema e televisão. Formado em Audiovisual pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e pós-graduado em roteiro pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Em 2011 escreveu e dirigiu seu primeiro curta-metragem, Julie, Agosto, Setembro que percorreu mais de 50 festivais do Brasil e do mundo, como o Festival de Gramado, Cine Ceará, Festival Internacional do Rio e o Festival de Filmes Latino-americanos de Flandes, na Bélgica e recebeu 20 prêmios. Além disso, em 2013 foi o filme mais visto do site Porta Curtas. Também em 2011 lançou seu segundo filme: Faltam duas quadras, que andou por 15 festivais brasileiros. Seu terceiro filme, Atrás da história (ou no coração do filme), veio em 2013 e recebeu os prêmios de melhor roteiro, melhor som e melhor atriz na 11a Mostra ABD Cine Goiás. Ainda em 2013 dirigiu e roteirizou a 1a temporada do programa Arquitetura Verde, exibido para todo o país no canal +Globosat. Jarleo é co-idealizador e produtor de dois importantes projetos para o audiovisual goiano: o Cinema na calçada, mostra de cinema ao ar livre, que acontece anualmente nas ruas do centro de Goiânia e o SAPPI, Seminário Audiovisual para Produtoras e Produtores Independentes, que reuniu em 2014 profissionais de todo o Brasil para pensar a gestão no audiovisual. Atualmente faz parte do conselho editorial revista de cinema ]JANELA[ e é produtor da TV Brasil Central.
apresentação: Este projeto foi contemplado pelo Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016,SEDUCE e Governo do Estado de Goiás.
realização: apoio: